menu

PF afasta delegado bolsonarista acusado de vazar informações para garimpeiros, no PA

Everaldo Eguchi disputou o segundo turno da prefeitura de Belém, no Pará, pelo Patriota, mas perdeu para Edmilson Rodrigues (PSOL)

PF afasta delegado bolsonarista acusado de vazar informações para garimpeiros, no PA Delegado da PF Everaldo Eguchi (Foto: Divulgação) Notícia do dia 25/11/2021

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - Investigado por supostamente vazar informações de operações da Polícia Federal a garimpeiros do estado do Pará, o delegado bolsonarista Everaldo Eguchi foi afastado do cargo pela cúpula da corporação. A portaria foi publicada nesta quarta-feira (24/11).

 

A ordem é para que Eguchi permaneça afastado até a decisão final do processo administrativo disciplinar instaurado contra ele pela PF. 

 

Em julho deste ano, o delegado federal foi alvo da operação Mapinguari, que objetiva aprofundar a investigação sobre o garimpo ilegal de Manganês em Marabá, Sul do Pará.

 

Durante a realização da operação, a Justiça Federal ordenou o afastamento do delegado de suas funções, com manifestação favorável do Ministério Público Federal (MPF).

 

Eguchi foi candidato pelo Patriotas à prefeitura de Belém nas últimas eleições municipais e chegou ao segundo turno do pleito em 2020, perdendo para Edmilson Rodrigues (PSOL).

 

O MPF considerou graves os fatos relatados pela PF, que “indicam que o investigado tem se valido de sua função na Polícia Federal para alcançar fins ilícitos e ilegítimos, havendo ele se apropriado, de maneira pouco republicana, do aparelho estatal para privilegiar interesses próprios”.