menu

Sem fiscalização, bares e restaurantes da orla de Santarém não exigem comprovante de vacina

Passaporte da vacina é obrigatório em espaços públicos e privados em todo o Pará, segundo prevê decreto estadual

Sem fiscalização, bares e restaurantes da orla de Santarém não exigem comprovante de vacina Orla de Santarém Notícia do dia 25/01/2022

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - Espaços da orla de Santarém, Oeste do Pará, que recebem grande número de turistas e de moradores como bares, restaurantes não exigem do cliente a carteira de vacinação contra a covid-19.

 

A exigência de apresentar o passaporte vacinal para adentrar esses locais públicos e privados, é obrigatório em todo o Pará, conforme prevê decreto estadual de enfrentamento à pandemia, assinado pelo governador Helder Barbalho (MDB).

 

Locais como o tradicional bar e restaurante Mascote, além do Mascotinho e Terminal Turístico, por exemplo, são alguns dos espaços que visitantes entravam sem a recepção solicitar o passaporte da vacina.

 

Funcionários desses locais disponibilizam somente álcool gel na entrada dos estabelecimentos.

 

Alguns desses espaços ainda promovem música ao vivo para clientes.

 

Também não se viu fiscalização da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância em Saúde aos finais de semana nesses estabelecimentos comerciais.

 

O restaurante Mistura Brasileira, que funciona também na orla, era um dos poucos que exigia o comprovante de vacina.