menu

PF destrói 23 balsas de garimpo ilegal no Rio Madeira, em Autazes (AM)

23 balsas destruídas, após operação realizada há 8 meses que destruiu 'cidade flutuante'

PF destrói 23 balsas de garimpo ilegal no Rio Madeira, em Autazes (AM) PF destrói 23 balsas de garimpo ilegal no Rio Madeira, em Autazes (AM) Notícia do dia 05/08/2022

DEAMAZÔNIA AUTAZES, AM - A Polícia Federal no Amazonas destruiu, na tarde desta quinta-feira (4/8), 23 balsas/dragas que operam com a atividade de garimpo ilegal de ouro na calha do Rio Madeira, próximo ao município de Autazes/AM.

 

A operação acontece de forma conjunta com o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

 

Segundo a Polícia Federal toda a atividade de lavra de ouro no Rio Madeira é ilegal e que, portanto, as ações objetivando a desintrusão dessa importante hidrovia federal continuarão a ser realizadas, assim como serão estendidas em 2022 a outras regiões de garimpo ilegal detectadas no Estado do Amazonas.

 

‘Cidade flutuante'

Em novembro do ano passado, garimpeiros invadiram a região com centenas de dragas para exploração ilegal de ouro. Em julho deste ano, ribeirinhos voltaram a relatar a movimentação na região, que foi alvo de uma nova operação.