menu

Secretário de Educação de Juruti diz que 'se cair R$ 100 de abono já é lucro'

Wilson Navarro disse que prefeita Lucídia Batista não tem obrigação de pagar abono: 'vai ser um agrado'

Secretário de Educação de Juruti diz que 'se cair R$ 100 de abono já é lucro' Prefeita Lucídia Batista e o secretário municipal de Educação Wilson Navarro (Reprodução) Notícia do dia 07/01/2022

DEAMAZÔNIA JURUTI, PA - O secretário de Educação de Juruti, Wilson Navarro, deixou estarrecidos os professores do município, na quarta-feira (5/1) passada, ao afirmar que a categoria deveria se conformar com qualquer valor do abono salarial que a prefeita Ludícia Batista (MDB) pagar, referente às sobras do Fundeb.

 

Wilson Navarro também criticou aqueles professores que cobram o pagamento do abono, porque, segundo ele, a prefeita não tem o dever de pagar, uma vez que não teria sobras do fundo de 2021.

  

A declaração do secretário foi feita durante o curso de Formação dos Professores, para o início do ano letivo de 2022, em um aúdio atribuído a Navarro, falando sobre o abono. A gravação foi enviada por professores à redação do Portal deAMAZÔNIA.

 

“Nós já atingimos os 70% [da aplicação do Fundeb] e a prefeita não tem obrigatoriedade de pagar o abono. Se cair R$ 100 reais do abono é lucro, se não quiser pode me dar que eu aceito”, afirma o secretário de Educação de Juruti.

 

Wilson Navarro disse ainda que a categoria não deveria comparar o valor que será pago pela Prefeitura de Juruti, aos valores que receberam professores das cidades de Oriximiná e Terra Santa. Ou seja, pediu para se conformarem, e criticou quem fez cobranças pelo rateio do Fundeb.   

 

“Fico entristecido quando vejo essas coisas. Essa semana vai cair aquilo que de fato é. É um agrado”, completou o secretário Municipal de Educação, tentando acalmar os profissionais que participavam do curso de formação.  

 

No dia 31 de dezembro de 2021, a prefeita Lucídia Batista, publicou decreto confirmando que vai pagar o abono referente às sobras do Fundeb no valor R$ 719 mil. Lucídia sem informou data de pagamento e nem o valor que seria pago por cadeira.

 

O pagamento do pagamento do abono em janeiro de 2022 só acontece após pressão da Câmara de Vereadores que cobrou o rateio do pagamento e nomeou uma comissão para acompanhar junto as Secretarias de Educação e Finanças os valores de repasses do Fundeb.

 

Desde o início da manhã desta sexta-feira (7) que o Portal DeAmazônia tenta falar com o secretário de Educação. A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Juruti pedindo explicações de Navarro sobre a declaração referente ao abono e aguarda retorno.