menu

Pagamento do 13º às vésperas de eleição cassou prefeito de Monte Alegre

Pagamento do 13º salário ocorreu em setembro e 40% dos salários de novembro dos servidores foi antecipado para três dias antes do pleito

Pagamento do 13º às vésperas de eleição cassou prefeito de Monte Alegre Matheus Almeida, prefeito cassado de Monte Alegre (Foto: Agência Pará/Divulgação) Notícia do dia 25/11/2021

DEAMAZÔNIA MONTE ALEGRE, PA - O pagamento do 13º salário às véspera da eleição de 2018 foi o principal motivo da cassação do mandato do prefeito de Monte Alegre, Matheus Almeida e do vice-prefeito Leonardo Albarado Cordeiro, por abuso do poder econômico e perda dos direitos políticos por oito anos.

 

O ex-prefeito da cidade, Jardel Vasconcelos, também sofreu a mesma punição.

 

Segundo denuncia do Ministério Público Eleitoral o atual prefeito e vice foram beneficiados pela ação do ex-prefeito Jardel Vasconcelos que  antecipou de dezembro  para o mês de setembro o pagamento do 13º salário para 1.485 servidores municipais.

 

Segundo o juiz eleitoral de Monte Alegre, Thiago Tapajós Gonçalves, esse ato do então prefeito foi adotado fora das hipóteses estabelecidas na lei municipal 5.109/2017.

 

Outra medida que foi considerada abuso do poder econômico foi o fato de o prefeito adiantar o pagamento de 40% do salário dos servidores referente ao mês de novembro. O pagamento ocorreu três dias antes da eleição.

 

Tudo isso somado à prática da conduta vedada por uso de veículo da Prefeitura além de outras promoções de caráter eleitoreiro nos dias que antecederam o pleito.

 

Prefeito e vice recorrem da decisão no cargo.