menu

Em novo golpe contra Manaus, Bolsonaro corta incentivos fiscais do Polo de bicicletas

Depois de retirar incentivos dos refrigerantes e do setor de informática, política do governo para acabar com Zona Franca de Manaus atinge agora o Polo de produção de bicicletas, que é o maior da América Latina

Em novo golpe contra Manaus, Bolsonaro corta incentivos fiscais do Polo de bicicletas Em novo golpe contra Manaus, Bolsonaro corta incentivos fiscais do Polo de bicicletas da Zona Franca ( divulgação) Notícia do dia 18/02/2021

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Na mesma semana em que o Amazonas ultrapassou 10 mil mortes por covid-19, o presidente Jair Bolsonaro anuncia cortes de incentivos para as empresas que produzem bicicletas no Polo Industrial de Manaus.

 

Na noite desta quarta-feira (18), Bolsonaro anunciou que vai retirar a alíquota dos incentivos fiscais 35% e reduzir, graduamente, para 20%. A medida será publicada no Diário Oficial da União desta quinta (18/2). O anuncio foi feito por meio da conta do presidente no tuitter.

 

O presidente ainda postou uma foto antiga andando de bicicleta, sem camisa, para ilustrar o tema. 

 

Segundo Bolsonaro, a Camex ( Câmara de Comércio Exterior) do ministério da Economia, dirigida por Paulo Guedes, já tomou a decisão. 

 

O Polo de Produção de Bicicletas da Zona Franca de Manaus é o maior da America Latina.

 

Em 2018, a PepsiCola fechou a fábrica em Manaus, após o governo federal retirar os incentivos do Polo de Concentrados.