menu

Em carta, Sidney Leite pede a Bolsonaro e Guedes prorrogação do auxilio emergencial para o Amazonas

Deputado federal citou caso do Amazonas que está em colapso e famílias estão sem renda

Em carta, Sidney Leite pede a Bolsonaro e Guedes prorrogação do auxilio emergencial para o Amazonas Deputado federal Sidney Leite; (Foto: Cláudio Araújo/PSD na Câmara) Notícia do dia 22/01/2021

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O deputado federal, Sidney Leite (PSD/AM), protocolou nesta quinta-feira (21/1), no gabinete da presidência da República carta endereçada ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Economia, Paulo Guedes e ao ministro da Cidadania, Oxi Lorenzoni, quando pede que o governo federal  prorrogue o pagamento do auxilio emergencial para as famílias do Amazonas. 

 

Leite lenbrou que o Estado se encontra em colapso no sistema de saúde, com problemas estruturais para atender grande número de óbitos nos cemitérios, e que ainda por conta das restrições de decretos estaduais, que atinge as atividades econômicas, as famílias estão sem renda.

 

“Rogo o bom senso e patriotismo de vossa excelência no sentido de continuar amparando o povo brasileiro”, escreveu.

 

De acordo com o deputado, em 2020, mais de 56% dos domicílios amazonenses receberam o auxilio emergencial, mostrando que mais da metade da população do estado se encontra em situação de vulnerabilidade econômica e social. 

 

“É preciso lembrar que 47% da população do Amazonas vivem abaixo da linha da pobreza e, em sua maioria, estas pessoas dependem do trabalho informal para garantir sustento de suas famílias, e por conta do Decreto Estadual, que impõe restrições ao comércio e a circulação de pessoas para conter o avanço da doença e, portanto, estão impossibilitadas de trabalhar e garantir renda para seu sustento”, justifica Sidney Leite.

VEJA A CARTA: