menu

Governador pede a Pazuello mais vacina ao Pará, por divisa com o AM

“Pedi ao ministro da Saúde que a cota destinada ao Pará fosse maior, devido as cidades limítrofes do Amazonas e o ministro me garantiu que irá disponibilizar”, afirmou Helder Barbalho

Governador pede a Pazuello mais vacina ao Pará, por divisa com o AM Helder Barbalho acompanhou a chegada da vacina e o envio imediato para todas as regiões do Pará (Foto: Pedro Guerreiro / Ag. Pará) Notícia do dia 22/01/2021

DEAMAZÔNIA BELÉM, PA - O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) pediu ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que – caso a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), aprove, nesta sexta-feira (22/1), um novo envio emergencial de 4,8 milhões de doses da Coronavac ao Brasil – o Pará receba uma carga maior, devido as cidades limítrofes ao Amazonas, que vive um colapso na pandemia.

 

“Pedi ao ministro da Saúde que a cota destinada ao Pará fosse maior, devido as cidades limítrofes do Amazonas e o ministro me garantiu que irá disponibilizar”, afirmou o governador, no Twitter, na manhã de hoje (22).

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) irá realizar nesta sexta-feira (22), às 15h, uma reunião da Diretoria Colegiada para decidir sobre a liberação do uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac. O pedido foi feito pelo Instituto Butantan na segunda-feira (18).

 

Também está previsto para hoje (22), a chegada de 2 milhões de doses da vacina de Oxford, autorizada pelo governo da Índia.

 

“Esperamos ter boas notícias hoje sobre novas doses de vacinas. A Anvisa pautou para 15h a autorização de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac e caso as vacinas de Oxford cheguem dentro do prazo indicado, estarão prontas para uso no sábado (23)”, garantiu Helder Barbalho.