menu

Empresário do Pará é alvo de investigação da PF em operação contra garimpo ilegal

Amâncio da Silva, 76 anos, é dono de um império de aeronaves usadas para operar nos garimpos.

 Empresário do Pará é alvo de investigação da PF em operação contra garimpo ilegal Empresário do Pará é alvo de investigação da PF em operação contra garimpo ilegal (Foto: Divulgação) Notícia do dia 19/10/2020

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA- O empresário Armando Amâncio da Silva, 76 anos, é alvo de investigação da Polícia Federal, que aponta ele como dono de um império de aeronaves usadas para operar em garimpo ilegal.

 

Durante operação da Polícia Federal, no dia 09 de outubro, foram apreendidos 44 kg de ouro encontrados em um cofre na casa de Amâncio da Silva, em Santarém, Pará. Nesse dia, também foram apreendidas quatro aeronaves em Santarém. Porém, a PF não confirmou se elas pertencem ao empresário.

 

A informação é da Folha de São Paulo.

 

De acordo com a PF, as barras de ouro, são avaliadas em R$ 14,8 milhões, e têm como possível origem o garimpo Limão, localizado dentro da Rubio, uma área perto da divisa com o Amapá.

 

Segundo a Folha de São Paulo, na segunda-feira, 12 de outubro, fiscais do Ibama, policiais federais e militares da Marinha e do Exército fecharam o garimpo Limão. Na ação, houve destruição de equipamentos e a explosão da pista de pouso clandestina.

 

De acordo com a PF, as barras de ouro, são avaliadas em R$ 14,8 milhões, e têm como possível origem o garimpo Limão, localizado dentro da Rubio, uma área perto da divisa com o Amapá.

 

Segundo a investigação da PF, o garimpo Limão é explorado por Amâncio da Silva desde a década de 1980, o empresário é identificado como o dono do local.

 

Na semana passada, as suas movimentações foram alvo de uma megaoperação coordenada pela Polícia Federal, encerrando cerca de quatro décadas de impunidade.