menu

MP do Pará pede diligências sobre incêndios criminosos em Alter do Chão

Polícia acusou brigadistas, mas para o MPF incêndio foi promovido por grileiros

MP do Pará pede diligências sobre incêndios criminosos em Alter do Chão Incêndio em Alter do Chão ocorreu no mês de setembro Notícia do dia 21/01/2020

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - O Ministério Público Estadual do Pará requereu diligências à Polícia Civil, que havia indiciado brigadistas voluntários pelos incêndios ocorridos em Alter do Chão (PA), no mês de setembro.

 

Para o MPF/AM, investigação federal apontava que o incêndio criminoso foi promovido por grileiros e não pelos brigadistas, que chegaram a ser presos e depois soltos. 

 

A Polícia Federal já conduzia perícia no local pelo fato da Área de Proteção Ambiental pertencer à União."

 

O Ministério Público Federal do Pará devolveu o inquérito a Polícia Civil antes de dar o seu parecer sobre o processo. No inquérito há vícios e não há contundência na denuncia feita pela delegacia contra os brigadistas.

 

Por esse motivo o MPF/AM devolveu na sexta-feira (17) o inquérito com a seguinte recomendação e procedimentos como a checagem das localizações dos depoentes nas datas em que declaram estar na região dos incêndios, através da quebra de sigilo de dados ERB (Estação Rádio Base) dos seus celulares."