menu

Oposição em Nhamundá isola Nenê Machado

Prefeito de Nhamundá ainda rompeu com vice e tenta emplacar sua secretária de Ação Social

Oposição em Nhamundá isola Nenê Machado Pré-candidatos de Oposição de Nhamundá, visitaram secretário de Planejamento de Faro, Josué Abreu Notícia do dia 05/10/2019

DEAMAZÔNIA NHAMUNDÁ, AM - Os pré candidatos de oposição, em Nhamundá, Região do Baixo Amazonas, que decidiram se unir para as eleições 2020, isolaram o prefeito Nenê Machado (PROS), que tenta emplacar a secretária de Ação Social, Marina Pandolfo, para ser a sua sucessora em 2020. E Nenê já sabe que não será tarefa fácil.  

 

No final do mês de setembro, Nenê recebeu um duro golpe, ao tomar conhecimento da união dos pré-candidatos a prefeito Israel Paulain, Josino Beré, Afonso Bindá, Celiano Soares e o atual vice-prefeito, Cleudo Mantegão. 

 

Israel Paulain é o principal adversário de Nenê Machado nas últimas eleições. Em 2016, Nenê foi reeleito com 36 votos de diferença contra Israel, uma vitória suspeita de compra de votos que foi denunciada ao TRE/AM.   

 

A pivô da união da Oposição é a pré-candidata de Nenê, Marina Pandolfo. O candidato natural, Mantegão foi ignorado pelo prefeito. Rendeu rompimento que teve até vias de fato, no gabinete da Prefeitura, com Nenê. O secretário de Finanças, Alfredo Azevedo, ainda ensaiou uma candidatura, mas não vingou.

 

Nenê aposta todas as fichas mesmo é em Marina. É ela quem ‘dar as cartas’. Fontes disseram, que outra aposta do prefeito de Nhamundá agora é no ‘tempo’, que para ele, é quem pode provocar uma debandada da oposição, até a campanha de 2020, por conta das ‘vaidades políticas’.

 

A união da oposição de Nhamundá foi citada como exemplo, em outros municípios. O morador de São Gabriel da Cachoeira, Luan Oliveira, postou o seguinte: 'Quem dera essa moda pegasse, em SGC se tem mais "lideres" do que "liderados". Humildade mandou lembranças".   liderados