menu

Orla de Santarém recebe pré-lançamento do Festival de Cinema de Alter do Chão

Evento acontece neste sábado (5), em frente ao Centro Cultural João Fona e terá a participação de artistas locais

Orla de Santarém recebe pré-lançamento do Festival de Cinema de Alter do Chão Festival de Cinema de Alter do Chão acontece de 21 a 27 de outubro. Foto: divulgação Notícia do dia 04/10/2019

DEAMAZÔNIA SANTARÉM, PA - É verão amazônico e muitas pessoas na orla da cidade. Na área, o público é brindado pela beleza noturna, o frescor do vento, a praia, o bate-papo ou ainda a prática esportiva. E neste sábado (05), em frente ao Centro Cultural João Fona, às 20 horas, há uma atrativo a mais: a o cinema ou a sétima arte, com o pré-lançamento do inédito evento - o Festival de Cinema de Alter do Chão, que será realizado de 21 a 27 deste mês, nas dependências do Lago dos Botos, na Vila Balneária. O lançamento contará com muita música, comandado por Cristina Caetano & Nato Aguiar e convidados, como Dandara Aguiar e os Alquimistas.

 

 

Mais detalhes sobre o Festival Internacional de Cinema, acesse o link: https://festivaldealterdochao.com.br/

 

A beleza em frente à cidade torna aconchegante e descontraído, tanto no corredor da orla ou na praia, criar ou reforçar laços de amizades. E fica aberta a sugestão dos apreciadores a trazer de casa a sua cadeira dobrável. Os artistas da noite prometem ao público o repertório regionais com  ênfase às belezas naturais amazônicas. Na oportunidade, Cristina Caetano e Nato Aguiar apresentarão seu novo trabalho, o CD “Cabaré Paraense” e, também, será exibido o filme “Rio Tapajós, perfil e cultura do povo tapajônico”, da produtora  Mukuiú, de Cauê Onirê.

 

Para o Festival Internacional de Cinema, as inscrições já foram concluídas na primeira quinzena do mês agosto, com 1979 filmes, as produções vieram de lugares da Amazônia, de outras cidades brasileiras e do exterior e resultou na inclusão de 98 países participantes. Estima-se a participação de 50 mil pessoas no evento. O evento é coordenado pela Krioca Comunicação e tem apoio da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) e demais pastas.

 

O Festival trará exibições de curtas, médias e longas-metragens, além de documentários, filmes realizados por telefone celular, oficinas, palestras, seminários e shows (artistas locais da música, dança, apresentações de etnias indígenas, folclóricas e outras).

 

O evento é gratuito, no entanto a coordenação solicita que quem puder possa levar 1kg de alimento não perecível. Os alimentos serão entregues a entidades filantrópicas da Vila de Alter do Chão e área urbana da cidade.

 

Para o  secretário municipal de cultura, Luis Alberto Figueira, o festival reforçará ao mundo a importância de agregar cada vez mais o conhecimento sobre a Amazônia, uma vez que o município de Santarém é privilegiado pelas belezas naturais e rico nos aspectos culturais.  

 

“O nosso município cada vez mais ganha abrangência de Brasil e de mais partes do mundo. Recentemente, no mês de setembro, na Vila de Alter do Chão vivenciamos a festa do Çairé, que a cada ano supera quanto a participação de pessoas. E agora este Festival de Cinema,  que  já movimenta a abrangência de participações de pessoas vindos de várias partes do mundo, além de fomentar a economia da região oeste do Pará”, explica o titular da Pasta da Cultura no município.

O diretor do Festival de Alter do Chão, Locca Faria, informou que as produções inscritas estão  vindos de países como Índia, Arábia Saudita, Turquia, Estados Unidos e demais partes do mundo como o Oriente Médio, América Latina, América do Sul, África e Europa.

 

"E muitos filmes nacionais e das regiões da Amazônia estão enriquecendo demais o evento. Teremos uma série de apresentações artísticas culturais locais, palestras e a presença de grandes profissionais do cinema, do audiovisual, virão profissionais jornalistas de uma série de canais de televisão nacionais e internacionais, assim como locais. E teremos algo importantíssimo: Serão as rodadas da mesa de negócios, onde as pessoas que inscrevem os projetos no site do Festival e lá eles vão ter a oportunidade de estar à frente dessa direção desses canais para apresentação dos projetos”, explicou.

 

Sobre o troféu do Festival

O Muiraquitã é considerado por muitos pesquisadores e historiadores como um dos símbolos místicos da Amazônia. É uma peça lendária, um um talismã modelado, com a matéria-prima encontrada nas profundezas dos lagos da região, que as nativas, após ter relações íntimas com os índios, elas os presenteavam com o símbolo agregador da fertilidade e proteção.

 

"Nós fizemos uma série de audiências públicas em vários lugares e sugeriram que o troféu seria o Muiraquitã por agregar esses valores desta região, principalmente em relação a cultura e a natureza. O troféu Muiraquitã é feito de madeira jacarandá da espécie Dalbergia brasiliensis e com detalhes em ouro para os ganhadores do festival”, disse Faria.

 

Os troféus são da produção do artista Rony Borari, da Vila de Alter do Chão, e medem 10 X 8 cm e serão entregues aos ganhadores nacionais e internacionais avaliados pela curadoria do festival nas categorias:  longa metragem, média metragem, curta metragem, documentário e aparelho celular smartphone.

 

Inscrições aos interessados em participar como voluntários do Festival de Cinema de Alter do Chão

Estão abertas as inscrições para a participação de voluntários no Festival de Cinema de Alter do Chão. O formulário de inscrição está no site https://festivaldealterdochao.com.br/

 

O processo seletivo vai ocorrer no dia 10 de outubro, das 9h  às 17 horas, nas dependências do Conselho Tutelar de Alter do Chão, localizado na Travessa Febrônio Batista Costa, s/n, Alter do Chão, ao lado do terminal rodoviário da Vila. Os voluntários terão as opções de cinco grupos de trabalho, entre eles: recepção nas tendas, mobilização e apoio de palco. Todos os voluntários receberão o certificado de acordo com as horas participadas.

 

Requisitos para voluntários

 1.Ser comunicativo;

 2. Ter disponibilidade de estar pelo menos em um dos turnos (manhã, tarde ou noite) na Vila de Alter do Chão;

3. Ser proativo;

 4.Ser pontual;

 5.Ser responsável;

 6.Experiência no audiovisual;

7.Domínio de inglês intermediário será considerado um diferencial.

O Festival de Cinema  e o Çairé estiverem entre os  destaques no mês  agosto deste ano na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).